Search
24 de September de 2017
  • :
  • :

O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Transferências bancárias aumentam nas multicaixas

O número de transferências bancárias aumentaram nas multicaixas. Este serviço foi mesmo o que apresentou um maior crescimento nas caixas automáticas nos últimos anos desde a existência da EMIS, Empresa Interbancária de Serviços, isto por causa da maior comodidade e segurança que oferecem. 

No total, a EMIS registrou 30 milhões de transacções financeiras mensais, na rede Multicaixa, as quais foram resultantes de operações efectuadas pelos clientes das três mil caixas automáticas, assim como nos terminais de pagamento automático, superiores a 65 mil, em todo o país.

Mais de 1 milhão de operações registradas por dia

Durante os 15 anos da EMIS tem-se registrado um volume de transacções nas caixas automáticas de mais de 1 milhão de operações diárias.

Actualmente, o serviço da rede Multicaixa está disponível nos terminais ATM e TPA em mais de 75% dos municípios.

Existem aproximadamente 5 milhões de cartões, e cuja adesão aumenta mensalmente. Isto demonstra que a bancarização é indispensável na economia moderna, muito porque é através dela que o dinheiro circula, ou melhor, entra no circuito financeiro formal, o qual cria os mecanismos de crédito à economia.

Além disso, é este processo que fomenta a poupança, de acordo com a nota que a Empresa Interbancária de Serviços publicou.

De facto, facilita muito o levantamento de dinheiro, assim como o pagamento de vários serviços, que anteriormente eram feitos nos balcões, desperdiçando-se muito tempo em filas de espera.

Pela grande adesão das pessoas ao pagamento de serviços pelas ATM’s, como recargas televisivas ou telefónicas, recentemente a sociedade gestora da rede Multicaixa incluiu o serviço de pagamento do sistema pré-pago da ENDE.

Um dos grandes desafios que a EMIS enfrenta é o sistema de levantamento sem cartão nas ATM’s, assim como o lançamento do Multicaixa nos dispositivos móveis, como os telemóveis.

De notar que a EMIS é detida pelo Banco Nacional de Angola, e também pelos bancos comerciais, e tem como principal objectivo contribuir para a generalização dos pagamentos electrónicos, assim como aumentar a eficiência do sistema de pagamentos, sempre com vista à garantia de segurança, comodidade, eficácia, e inovação, mas ao menor custo.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!