Search
24 de September de 2017
  • :
  • :

O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Partilha de informações entre delegações provinciais do BNA em curso

Na passagem por Huambo, o Governador do BNA (Banco Nacional de Angola) anunciou que a partilha de informações entre delegações provinciais do BNA já se encontram em curso, e elas têm como objectivo o combate ao branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo. 

Esta medida levada a cabo pelo BNA tem como primordial objectivo conquistar a confiança de parceiros, autoridades bancárias internacionais, e bancos correspondentes, segundo declarações de Valter Filipe durante o discurso de encerramento de um ciclo de palestras acerca da protecção e valorização da moeda nacional mediante o combate ao financiamento do terrorismo e branqueamento de capitais.

Valter Filipe fez recomendações aos bancos comerciais, para que estes adoptassem modelos de gestão que fossem mais seguros e transparentes, sempre em conformidade com todas as práticas e normas internacionais, de forma a prevenir o branqueamento de capitais.

O governador do BNA realçou ainda o seu desejo de que os bancos comerciais sejam bem geridos, e que todos estejam em conformidade com as práticas e normas internacionais, e para isso, os sistemas tecnológicos e os sistemas de gestão contabilística podem ser a solução, tendo em conta que eles poderão auxiliar na protecção das transferências, além de garantir que todas elas são feitas para fins lícitos.

Assim, a prevenção e combate contra o branqueamento de capitais encontrou-se na base do discurso de Valter Filipe, o qual considera estas acções fundamentais para proteger o sistema financeiro e de transferências de Angola.

Ele ainda enfatiza que estas devem ser realizadas em cumprimento da lei, de forma a serem justas e lícitas, com o objectivo de trazer prosperidade às famílias, e principalmente à economia do nosso país.

O governador apontou ainda para o grande desafio que se depara ao BNA, que é o da protecção das transacções, sendo o objectivo sustentar um sistema financeiro dinâmico, e o qual é capaz de financiar as famílias, quer com crédito pessoal, habitacional, e automóvel, assim como as empresas, fornecendo crédito de tesouraria e investimento.

Este é um desafio de índole mundial, o qual é imposto a todos os países do mundo, independente dos seus sistemas financeiros, assim como a todas as famílias, empresas e bancos.

O governador do Banco nacional de Angola ainda admitiu que existem debilidades no sistema financeiro nacional, e ressaltou que a redução do preço do barril de petróleo no mercado internacional causou sérias dificuldades para a evolução económica de Angola, assim como criou graves dificuldades na prosperidade das famílias do país.

Nesta cerimónia de encerramento, onde Valter Filipe fez as afirmações acima descritas, ainda estavam presentes o vice-governador do Huambo para o Sector Económico, vários gestores de bancos comerciais, representantes dos órgãos de Defesa e Segurança, empresários, e ainda pessoal dos quadros do Governo Provincial.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!