Search
23 de September de 2017
  • :
  • :

O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Novo projeto para pagamentos móveis em Angola

Até o final do ano, haverá a possibilidade de o projeto de pagamentos móveis angolanos sair do papel e se tornar realidade. Para a sua concretização, os responsáveis pelo BNA afirmam que é necessário uma “base regulamentar sólida”, a fim de permitir o pagamento via dispositivo móvel, seja por smartphone ou tablet. A partir dessa base, poderão ser desenvolvidas as condições para que os operadores possam dar início a novo modelo de pagamento.

 

Quantos às questões operacionais e técnicas, há capacidade interna para pôr isso em funcionamento rapidamente. A Empresa Interbancária de Serviços, que é a responsável pela gestão da rede angolana de caixas automáticas (rede multicaixa), anunciou no ano passado a aplicação de um sistema de pagamentos por dispositivo móvel, como já acontece com os Terminais de Pagamento Automático (TPA). Isso é resultado de uma parceria com as operadoras nacionais Unitel e Movicel, sob orientação e supervisão do BNA, aproveitando para tal o forte crescimento de usuários cobertos pela rede móvel em Angola.

 

Esse projeto tem mostrado eficiência, tendo como base as diversas experiências africanas, que têm demonstrado o papel determinante que pode ser assumido pelos pagamentos móveis numa estratégia de inclusão. O BNA tem como objetivo ser um catalisador de iniciativas nesta área, onde pretende desenvolver medidas que garantam que o sistema de pagamentos angolano não seja um elemento constrangedor, tendo em vista o potencial de desenvolvimento da economia nacional.

 

O projeto poderá ser alargado amplamente com a entrada da Bolsa de Valores de Angola no final do ano, resultando na atração de intervenientes que também estão ligados a estes novos sistemas de pagamentos. Muitos dados recentes comprovam que o sistema poderá ser proveitoso, como as 12 milhões de transações médias por mês, das quais 53% foram levantamentos e a média de transações realizadas cifradas em dois milhões, dos quais 90% corresponderam a compras. Se os habitantes utilizam bastante o “multicaixa”, com certeza utilizarão o novo sistema de pagamento.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!