Search
16 de January de 2018
  • :
  • :

O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo e de educação financeira, com forte segmentação na Banca. Aborda as ofertas, promoções, matérias e cotações. É um portal Independente, e por isso não deve ser interpretado como uma entidade do estado, nem de regulação.

Novo projeto para pagamentos móveis em Angola

Até o final do ano, haverá a possibilidade de o projeto de pagamentos móveis angolanos sair do papel e se tornar realidade. Para a sua concretização, os responsáveis pelo BNA afirmam que é necessário uma “base regulamentar sólida”, a fim de permitir o pagamento via dispositivo móvel, seja por smartphone ou tablet. A partir dessa base, poderão ser desenvolvidas as condições para que os operadores possam dar início a novo modelo de pagamento.

 

Quantos às questões operacionais e técnicas, há capacidade interna para pôr isso em funcionamento rapidamente. A Empresa Interbancária de Serviços, que é a responsável pela gestão da rede angolana de caixas automáticas (rede multicaixa), anunciou no ano passado a aplicação de um sistema de pagamentos por dispositivo móvel, como já acontece com os Terminais de Pagamento Automático (TPA). Isso é resultado de uma parceria com as operadoras nacionais Unitel e Movicel, sob orientação e supervisão do BNA, aproveitando para tal o forte crescimento de usuários cobertos pela rede móvel em Angola.

 

Esse projeto tem mostrado eficiência, tendo como base as diversas experiências africanas, que têm demonstrado o papel determinante que pode ser assumido pelos pagamentos móveis numa estratégia de inclusão. O BNA tem como objetivo ser um catalisador de iniciativas nesta área, onde pretende desenvolver medidas que garantam que o sistema de pagamentos angolano não seja um elemento constrangedor, tendo em vista o potencial de desenvolvimento da economia nacional.

 

O projeto poderá ser alargado amplamente com a entrada da Bolsa de Valores de Angola no final do ano, resultando na atração de intervenientes que também estão ligados a estes novos sistemas de pagamentos. Muitos dados recentes comprovam que o sistema poderá ser proveitoso, como as 12 milhões de transações médias por mês, das quais 53% foram levantamentos e a média de transações realizadas cifradas em dois milhões, dos quais 90% corresponderam a compras. Se os habitantes utilizam bastante o “multicaixa”, com certeza utilizarão o novo sistema de pagamento.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!