O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Junho foi o mês em que o BNA vendeu mais divisas

 

 

BNA Angola

fonte: OPAIS

Na última semana o Banco Nacional vendeu 60% menos divisas que na anterior mas, no conjunto do ano, Junho foi o mês em que a venda de divisas atingiu um valor mais elevado. Em relação a 2015 a banca recebeu menos de 64% das divisas então obtidas junto do banco central.

Na última semana de Junho, o Banco Nacional de Angola (BNA) vendeu, no mercado primário, divisas num valor equivalente a USD 98,7 milhões (€ 88,4 milhões), o que representa uma quebra de 60% relativamente ao montante da venda realizada na semana anterior. De acordo com a nota semanal emitida pelo banco central sobre os mercados monetário e cambial, as divisas vendidas destinaram-se à cobertura do programa de saneamento responsabilidades externas (€ 84,3 milhões), à cobertura de necessidades de empresas diversas (€ 2,7 milhões), cobertura de necessidades da seguradora Ensa (€ 1 milhão) e cobertura de necessidades dos ministérios e organismos do Estado (€ 356,3 mil).

A taxa de câmbio médio de referência de venda, tanto do dólar como do euro, mantiveram-se praticamente invariáveis, com o dólar a valorizar muito marginalmente para Kz 166,712 e o euro para Kz 186,266 (com variações verificadas ao nível das milésimas). De notar que a taxa de câmbio média da moeda nacional contra o dólar e o euro se mantém estável desde a segunda semana de Abril, apesar de ciclicamente correrem rumores e notícias especulativas ou precipitadas sobre a desvalorização da moeda. E isto embora o Fundo Monetário Internacional considere que há espaço para a desvalorização.

Para já, a autoridade monetária optou por subir a taxa de referência e as taxas interbancárias, restringindo mais a política, tendo e conta a evolução da inflação, que não dá mostras de abrandar. De assinalar ainda que Junho foi o mês em que o BNA vendeu mais divisas no mercado primário. Mesmo tendo em atenção que Junho teve cinco semanas, nas primeiras quatro semanas o montante de divisas vendidas ascendeu a USD 682. Contando com a última semana as vendas perfizeram USD 780,7 milhões. O mês que mais se aproxima das vendas de Junho é Fevereiro, quando foram vendidos USD 750 milhões e Abril, quando foram vendidos no mercado primário USD 674,2 milhões, equivalentes a € 613 milhões.

Junho é também o mês em que a média semanal de venda de divisas é mais elevada. Na comparação com o mesmo período de 2015, a quebra na venda de divisas é muito acentuada. Até Junho deste ano, a venda de divisas no mercado primário atingiu USD 3.168,3 milhões (uma média mensal de USD 528,05 milhões), ao passo que em igual período do ano anterior o montante das divisas vendidas ascendeu a USD 8.869,8 milhões (uma média mensal de USD 1.478,3 milhões). Ou seja, de um ano para o outro a venda de divisas quebrou mais de 64%.

Dívida já colocada ascende a Kz 928 mil milhões

A dívida pública colocada pelo BNA até ao final de Junho já ascende a Kz 928 mil milhões, tendo, na última semana, reduzido o montante dos títulos colocados para Kz 47,7 mil milhões, menos 22%. Os Orçamento Geral do Estado para este ano prevê desembolsos totais da ordem de Kz 1.680,2 mil milhões, dos quais Kz 1.395,2 mil milhões em obrigações do tesouro e 285 mil milhões em títulos do tesouro. Na última semana, dos títulos colocados no mercado primário, Kz 40,7 mil milhões foram-no em títulos do tesouro (BT) e Kz 6 foram-no em obrigações do tesouro não reajustáveis (OTNR) na maturidade de 2 anos à taxa de juro de 18,5% ao ano.

A taxa de juro para os bilhetes do tesouro a um ano situou-se em 18,38%. No segmento de venda directa de títulos ao público foi colocado o montante de Kz 13,2 mil milhões, dos quais Kz 13,6 mil milhões em OTMN/TXC (obrigações em moeda nacional indexadas à taxa de câmbio) na maturidade de 2,3 e 5 anos, e Kz 1,6 milhões em bilhetes do tesouro nas maturidades de 91, 182 e 364 dias.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!