A variação mensal foi a menor do ano, dando sequência ao comportamento dos preços no mês anterior. A inflação é das mais elevadas no continente mas o abrandamento económico e a política monetária e cambial parece estar a resultar.

A taxa de inflação mensal situou-se em 2,14% em Setembro, o menor desempenho do ano, apesar disso a inflação anual fixou-se em 39,44%. Apurada a inflação de Setembro, o destaque recai sobre a variação mensal da taxa que fixou-se em 2,14%, o nível mais baixo de 2016 e a segunda diminuição consecutiva.

Em termos anuais, a taxa de inflação homóloga cresceu, de Agosto a Setembro, de 38,18% para 39,44%. O aumento em 1,26 p.p. representa a variação mais reduzida da taxa de inflação homóloga desde o início do ano. O país, que tem um dos níveis altos do continente, sinaliza uma melhoria do desempenho do nível dos preços suportada pelo aumento de divisas vendidas aos bancos comerciais e pelos esforços governamentais em garantir a importação de produtos que contribuem para a cesta básica do consumidor angolano.

Por sua vez, a inflação acumulada situa- se em 33,64%, ligeiramente abaixo das previsões de 38,5% definidas no OGE Revisto de 2016. As exportações de petróleo bruto (crude) para China caíram 33,80% em Agosto face ao mês de Julho. As exportações de crude diminuíram 33,80% em Agosto, para 1.074,2 milhões USD, quando comparado ao mês transacto, segundo a Costums General Administration da China. A variação representa a primeira diminuição dos últimos 3 meses e o nível mais baixo desde Maio, altura em que se fixou em 963,07 milhões USD.

Espaço Internacional

Na Zona euro, a produção industrial expandiu-se em Agosto, em contraste com o mês de Julho. A produção industrial, ajustada de sazonalidade, registou uma expansão de 1,6% em Agosto, superando as expectativas de 1,5% antecipadas pelos analistas de mercado. No Japão, as encomendas de máquinas contraíram 2,2% em Agosto após o registo positivo de Julho.

O volume de encomendas de máquinas caiu 2,2% em Agosto e põe termo a tendência positiva verificada em Julho quando aumentou 4,9%. Contudo, o desempenho superou as expectativas que apontavam para uma contracção de 4,7% mas não melhora a perspectiva de evolução do sector industrial nipónico nos próximos meses. França A taxa de inflação manteve-se em 0,4% em Agosto, ainda distante do target de inflação do Banco central. A taxa de inflação mensal situou-se em 0,2%, igual ao registo do mês transacto. Por sua vez, a taxa de inflação homóloga atingiu 0,4%, igual a expectativa dos analistas e o registo de Julho, mas mantém-se abaixo do objectivo de inflação de 2%.

Agenda Económica

O departamento de researc do Atlantico, na sua agenda para esta Quinta-feira, destacou a divulgação da inflação homóloga de Setembro, na Alemanha, esperando- se que se fixasse em 0,7%. Nos EUA, o realce foi para a divulgação do Índice de Preços das Importações de Setembro, sendo esperado que se fixasse em 0,1%