O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Governador do BNA anuncia a reestruturação do BCI

O Governador do BNA anuncia a reestruturação do BCI, entrando nas contas como mais um Banco Angolano a ser reestruturado, dentro do plano de estabilização do sistema financeiro do país. Valter Filipe Silva lança este comunicado no dia 8 deste mês, sendo que o Banco Comércio e Indústria entra na lista dos bancos a serem reestruturados, a par do maior banco angolano, o BPC (Banco de Poupança e Crédito). Consta-se ainda que a Unidade de Informação Financeira (responsável por prevenir e combater o branqueamento de capital) vai ser igualmente reestruturada.

Esta notícia foi lançada pelo Governador do Banco Nacional de Angola, quando fazia um depoimento num seminário levado a cabo no Instituto Real de Relações Internacionais (Chatham House), Londres. Valter Filipe Silva deu a conhecer que outros bancos angolanos estão em fase de implementação, ou em vias de implementar, novas normas de protecção de risco, assim como novos mecanismos, que prometem aumentar a fiabilidade das transacções.

Banco Comércio e Indústria (BCI) entra em reestruturação

 

O responsável pelo banco central angolano garantiu que estaria a aprovar e a implementar todo um plano de estratégia para o sistema financeiro, o qual inclui a reestruturação do BCI e da UIF, o qual seguirá todas as normas e práticas internacionais, assim como todas as normas que foram estabelecidas pelos reguladores europeus e americanos.

Assim sendo, os bancos comerciais angolanos passam a seguir as normas de Basileia II e II quanto aos parâmetros:

  • Contabilidade
  • Supervisão
  • Combate ao branqueamento de capitais
  • Financiamento ao terrorismo
  • Protecção de risco

Em Janeiro, será ainda pedido ao Banco Central Europeu uma avaliação da equivalência da supervisão bancário, sendo que, para o Governador do Banco Nacional de Angola, tem todas as condições de ser atendido.

De facto, o reconhecimento do BNA como uma entidade credível de supervisão a nível internacional é muito relevante para o sector bancário em Angola, pois a pressão internacional tem afastado, continuamente, o seu acesso ao mercado internacional de divisas.

Há 1 ano a Reserva Federal dos EUA suspendeu a venda de dólares aos Bancos em Angola

Foi exactamente há um ano que a Reserva Federal dos EUA suspendeu a venda de dólares aos bancos que estavam sediados em Angola, facto esse que deixou a economia do país em sérias dificuldades.

Esta suspensão ter-se-ia devido à violação continuada das regras de regulação do sector, assim como à forte suspeita de que o país poderia estar a financiar redes de terrorismo.

De acordo com Valter Filipe Silva, a falta de divisas levou a um atraso de pagamentos nos bancos, mas esse valor tem caído, sendo que era de 5 mil milhões de dólares em Março deste ano, e agora encontra-se entre 2,5 mil e 3 mil milhões de dólares.

Assim sendo, além do BNA limitar a saída de dólares do país, disponibilizou ainda divisas de 600 milhões de dólares por mês ao sistema financeiro, com o intuito de regularizar esses atrasos.

O Governador do BNA reafirma também que as reservas líquidas do Estado são sólidas, e as quais deverão ultrapassar os 20 mil milhões de dólares. Valter Filipe Silva ainda afirma uma provisão de mil milhões de dólares para o primeiro trimestre de 2017, de forma a reduzir ainda mais acentuadamente os atrasos de pagamento.

Com estas notícias, esperamos que a economia angolana supere a grave crise económica que tem vindo a sentir nos últimos anos, especialmente depois de ser restrito o uso do dólar. O governador do BNA sente-se confiante, principalmente com a reestruturação dos maiores bancos sediados no país, como o BCI.




One thought on “Governador do BNA anuncia a reestruturação do BCI

  1. Hermenegildo Manuel Salvador Quexigina

    Realmente a banca Angolana precisava de uma disciplina, como se não bastasse o corte de divisa pelo federal Reserve, permitiu reajustar o sistema financeiro Angolano, o pais deverá continuar com os ajustes para permitir a diversificação da economia Nacional.

    Reply

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!