O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

BNA passa a publicar montante de divisas vendidas aos bancos

O Banco Nacional de Angola estabeleceu novos critérios para a venda de divisas para cobrir operações com viagens, cartões internacionais, ajuda familiar, e outros. O banco central justificou essa medida com a necessidade de ajustar a metodologia para a atribuição de divisas aos bancos comerciais, até que o sistema de leilões seja reposto. 

Banco Nacional de Angola publica o montante de divisas vendidas aos bancos comerciais

A partir de agora o Banco Nacional de Angola (BNA) vai publicar o montante vendido em divisas a cada um dos bancos comerciais a operar no país.

O banco central definiu também que cada uma das instituições bancárias terá acesso a um valor mínimo de 50 mil USD em divisas em cada sessão semanal.

O BNA estabeleceu os critérios para o apuramento da venda de divisas na directiva nº 07/2017. Essas divisas são destinadas a cobrir operações privadas com ajuda familiar, viagens, saúde, salário de trabalhadores expatriados, educação, remessas de dinheiro, assim como com cartões internacionais.

Na directiva consta que, para além desse montante mínimo, o restante plafond é distribuído a cada um dos bancos comerciais em função da quota de mercado do segmento de particulares de cada uma das instituições.

Essa quota de mercado é o resultado da soma dos depósitos e crédito líquido de provisões que foram atribuídas ao segmento de particulares, quer em moeda nacional, quer em moeda estrangeira, de cada um dos bancos, pelo montante total de crédito líquido e depósitos para o segmento. Este valor é calculado usando os dados de fecho contabilístico do mês anterior.

Tendo em conta a escassez de divisas no mercado, estes novos critérios adoptados pelo Banco Nacional de Angola têm como principal objectivo dar uma maior transparência ao processo, assim como uma maior previsibilidade aos bancos. É objectivo também reconhecer o esforço que cada um dos bancos faz na captação e concessão de crédito a particulares.

Fonte: Jornal de Angola




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!