O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

BNA emite títulos de dívida com juros mais atractivos.

download

Fotografia: Santos Pedro

fonte: Jornal de Angola

 

Os títulos de dívida pública sob a forma de Bilhetes do Tesouro colocados pelo Banco Nacional de Angola (BNA) na semana terminada a 4 de Março vão pagar quase 17 por cento na sua maturidade mais longa, de acordo com informação disponibilizada pelo banco central.

 

O Banco Nacional de Angola, enquanto operador do Estado, colocou na passada semana no mercado primário 36,6 mil milhões de kwanzas em Bilhetes do Tesouro às taxas de 14,21 por cento, 15,52 por cento e 16,99 por cento para as maturidades de 91 dias, 182 dias e 364 dias, com variações positivas de 0,06 pontos percentuais, 0,02 pontos percentuais e 0,41 pontos percentuais, respectivamente, face à semana anterior.
Globalmente, o banco central angolano colocou títulos do tesouro no montante de 49 mil milhões de kwanzas, 12,4 mil milhões dos quais sob a forma de Obrigações do Tesouro nas maturidades de dois e cinco anos, que pagam taxas de sete e 7,75 por cento, respectivamente.
O BNA  procedeu ainda à venda de divisas no montante de 115,3 milhões de euros para a aquisição de matérias-primas e equipamentos para o sector produtivo, programas sectoriais do Governo, telecomunicações e companhias aéreas. No mesmo período, a LUIBOR Overnight (dia seguinte) situou-se em 11,30 por cento, ao ano, e nas maturidades de três e 12 meses em 12,10 por cento e 13,31 por cento, ao ano, respectivamente.
O Comité de Política Monetária,  que cita dados preliminares do INE deu conta que, em Janeiro de 2016, o crédito à economia cresceu 3,01 por cento, num mês em que os bancos comerciais adquiriram divisas no valor de 638,28 milhões de dólares no mercado cambial, das quais 493,22 milhões de dólares ao BNA e o remanescente aos seus clientes.
No Mercado Cambial primário, a taxa de câmbio média de referência no mês de Janeiro depreciou-se em 15 por cento face ao mês anterior, tendo-se situado em 155,616 kwanzas por dólar.
O Comité de Política Monetária que, no princípio deste  mês, analisou a evolução dos principais indicadores macroeconómicos, incluindo o nível geral de preços, influenciado essencialmente pelo ajustamento dos preços administrados e pela variação da taxa de câmbio, decidiu manter as taxas de juros, estando a básica em 12 por cento ao ano; a da facilidade permanente de cedência de liquidez em 14 por cento ao ano e da facilidade permanente de absorção de liquidez a sete dias em 1,75 por cento ao ano.

Os preços dos bens e serviços registaram subida vertiginosa no mês de Janeiro, superando em 1,83 pontos percentuais o incremento do mês anterior, anunciou ontem, em comunicado, o Banco Nacional de Angola (BNA) que reporta as conclusões do Comité de Política Monetária (CPM).  Assim, refere o documento, a taxa de inflação mensal, medida pelo Índice de Preços no Consumidor da província de Luanda foi de 3,43 por cento, o que eleva para 17,34 por cento a inflação dos últimos doze meses,  estando 3,06 pontos percentuais acima do registado até ao mês de Dezembro de 2015.
Na semana passada, o BNA anunciou uma subida vertiginosa  nos preços dos bens e serviços no mês de Janeiro, superando em 1,83 pontos percentuais o incremento do mês anterior, anunciou ontem, em comunicado, o Banco Nacional de Angola (BNA) que reporta as conclusões do Comité de Política Monetária (CPM).
A  taxa de inflação mensal, medida pelo Índice de Preços no Consumidor da província de Luanda foi de 3,43 por cento, o que eleva para 17,34 por cento a inflação dos últimos doze meses,  estando 3,06 pontos percentuais acima do registado até ao mês de Dezembro de 2015.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!