Search
24 de September de 2017
  • :
  • :

O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Bancos angolanos crescem e lucram em Portugal

Dentre as instituições bancárias angolanas, as que operam em Portugal têm crescido em números e em negócios. Actualmente, são cinco bancos operando no mercado nacional, são eles Banco BIC Portugal, Atlântico Europa, Banco Angolano de Investimentos Europa (BAI Europa), Banco Angolano de Negócios e Comércio (BANC) e, Banco de Negócios Internacional Europa (BNI Europa). Sendo que o BNI é mais recente interveniente, já que começou a operar em 15 de julho, e o BANC entrou em Portugal em novembro de 2013, mas ainda não apresentou contas semestrais.

Desde que comprou o BPN, o Banco BIC Portugal tornou-se o mais lucrativo e um dos maiores bancos no mercado luso, já que a operação permitiu operar ao nível do retalho (depósitos). A instituição financeira apresentou um resultado líquido de 3,63 milhões de euros, tendo como líder Mira Amaral, e Isabel dos Santos como sócio (25% do capital). No mesmo período do ano passado, o BIC teve um prejuízo de 2,5 milhões de euros, o que ressalta ainda mais os lucros do banco.

O break-even do banco foi atingido em Outubro, com resultado positivo acumulado no mês, de 600 mil euros. No final do exercício, o BIC conseguiu chegar aos lucros. Em segundo lugar está o Atlântico Europa, que ultrapassou o primeiro a marcar presença no mercado nacional (em 1998), o BAI Europa. O Atlântico teve uma evolução de 6,4% face ao primeiro semestre de 2013, chegando aos 2,87 milhões de euros de resultados líquidos. (O BAI Europa recuou 7,5% para 2,56 milhões).

Detido por Carlos da Silva, que é também vice-presidente do conselho de administração do BCP, e pela petrolífera estatal angolana Sonangol, o Atlântico começou a crescer desde 2009, quando chegou a Lisboa. Entre outros negócios, esteve ligado à entrada de António Mosquito na construtora Soares da Costa. O Sonangol, a maior empresa angola, é também o maior acionista do BAI, com 8,5% do capital. Ao todo, as três instituições somam nove milhões de euros de lucro.

O BAI Europa demonstra que a decaída nos resultados líquidos se deve à “constituição de provisões para risco-País, sendo 10% da exposição sobre entidades residentes em Angola. O banco afirma que tais provisões são reversíveis e à redução do valor do balanço, no quadro de uma estratégia de desalavancagem que prossegue em 2014, e que não é ditada por factores prudenciais”. A redução dos valores impacta de forma quase proporcional na margem financeira. A estes dois factores acresce o “agravamento de encargos fiscais e para-fiscais

O BAI opera em um nicho de mercado, apostando em empresas portuguesas com ligações a Angola. Tal relação empresarial traduz-se em fatores, como o apoio a operações comerciais, que são geralmente de exportação de bens e serviços de Portugal para Angola.

O tipo de negócio citado atrai os concorrentes: para o BANC, a missão do banco passa por prestar apoio a todos os queiram desenvolver a actividade económica em Angola (principal país no mercado das exportações nacionais, excluindo a Europa). Por outro lado, o BANC também mantém-se focado nos investimentos eventuais angolanos em Portugal e na Europa, com uma atenção especial ao mercado espanhol. O banco em questão é gerido em Portugal por Sara Macias, tem José Aires como presidente do conselho de administração, general Kundi Paihama é o principal acionista e atual governador do Huambo (que detém 41,% do capital).

Quando ao BNI Europa, a entrada em Portugal deu-se, primeiramente, em 2010, quando recebeu autorização para operar no país, por parte do Banco de Portugal. Na época o BNI angolano detinha apenas 51% do capital, e a expansão envolvia nomes como o empresário Hipólito Pires, João Ermida (Ex-Grupo Santander) e o gestor Homero Coutinho.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!