O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Banco Sol Valor Dos Depósitos é Elevado

 SOL

Fonte:JA

A carteira de depósitos do Banco Sol atingiu 2.252 milhões de dólares (375.408 milhões de kwanzas) em Dezembro do ano passado e a de crédito 917 milhões (cerca de 152.864 milhões de kwanzas), noticiou a Angop citando o presidente do conselho de administração da instituição.

Coutinho Miguel declarou que a magnitude das operações do Banco Sol conduziu à decisão de abandonar a matriz de micro crédito, com a qual a instituição foi criada em 2001, para adoptar a de banco universal, vocacionada para a banca de empresas e de retalho.
O presidente do conselho de administração do Banco Sol considerou que, caso  continuasse a operar como banco de micro crédito, a instituição não teria uma carteira de depósitos dessa magnitude.
“É claro que num cenário de desenvolvimento, tendo em conta a dinâmica da vida e a realidade económica nacional e internacional, o Banco Sol é hoje um banco universal. Se continuássemos como banco de micro crédito não teríamos essa carteira de depósitos de dois mil milhões”, sublinhou o gestor ao explicar as razões da mudança de posicionamento.

Manter a vocação

Apesar de passar para banco universal, prosseguiu Coutinho Nobre, a instituição continua comprometida com o apoio às pessoas mais carenciadas, aquelas que por razões diversas estão excluídas da banca clássica e desprovidas de garantias reais e pessoais, mas que são pessoas economicamente activas e que podem ser apoiadas pela banca.
O crescimento do Banco Sol, afirmou Coutinho Miguel, permitiu o alargamento da estrutura interna, com a criação das direcções da banca de grandes empresas, de investimento e de “Private Bank”.
O Banco Sol conta com 154 balcões e emprega 1.450 trabalhadores, muitos dos quais admitidos pelo seu bom desempenho nos negócios de micro crédito com o banco.
Coutinho Miguel relevou que, até 23 de Março de 2015, o malparado do banco é de 45,850 milhões de dólares (7.643 milhões de kwanzas), o que representa cinco por cento do total do crédito concedido naquele ano.
Referiu que, apesar do valor do  malparado, o banco tem um domínio total do crédito concedido e do crédito em risco, até porque há uma área da instituição que se ocupa da gestão e recuperação de empréstimos “perfeitamente preparadas” e com “mecanismos” para a monitorização e a cobrança.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!