O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Banco Mundial vai ceder mais de cem mil milhões à Angola

Luanda | 27 de Maio de 2014

O Banco Mundial (BM) vai conceder para Angola mil milhões de dólares (100,83 bilhões de kwanzas) para cooperação a projectos de infraestruturas e agricultura, energias, águas, conforme anunciou o director de operações para Angola do Banco Mundial, Gregor Binkert .

O director desta instituição financeira, falava aos jornalistas à propósito da conferência sobre “Financiamento às Infraestruturas, à Agricultura e Agroindústria”, realizada em Luanda ao 26 de Março de 2014, pela Agência Nacional de Investimento Privado (ANIP).

O BM está a apoiar o Governo angolano na execução do Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017, disse Gregor Binkert, que classificou o plano como “bem coerente”.

“Vamos definir nos próximos meses quais as prioridades, os mecanismos e como podemos optimizar os recursos do BM”, frisou Gregor Binkert, acrescentando que a disponibilização desta verba pode servir garantia para a implementação de uma “engenharia financeira”.

O fomento da agricultura em Angola é prioritário, segundo Gregor Binkert, e fundamental para combater a pobreza e criar empregos. “É muito importante, porque há muita população que trabalha na agricultura”, apontou.

Além do Governo, o BM vai igualmente reforçar a colaboração com o setor privado angolano, onde existem “várias oportunidades”.

“Também vamos fazer a reflexão junto com o Governo, de como podemos melhorar isso, para reforçar o setor privado, entrar na construção, na execução deste programa de investimento do próprio Governo. Vamos fazer esta reflexão”, disse.

O Portal dos Bancos de Angola tomou conhecimento que a ANIP incentiva aos investidores Angolanos à participarem do programa e a beneficiarem de financiamentos, porém os mesmos reclamam que os requisitos para a concessão dos mesmos, além de longos, são muito burocráticos, em vista do calibre do BM à nível internacional, o que desencoraja alguns empresários Angolanos.

(Fonte: Notícias ao minuto)




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!