Search
24 de September de 2017
  • :
  • :

O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Banco Mundial promete defender instituições financeiras angolanas em Washington

Durante um encontro entre o ministro das Finanças, o vice-presidente do Banco Mundial africano, o director do FMI, Mahktar Diop e Abebe Selassie, discutiram acerca das divisas norte-americanas voltarem a estar disponíveis em Angola. 

O Banco Mundial pronunciou-se, garantindo que este irá interceder junto dos bancos correspondentes, para que as instituições financeiras do nosso país voltem a obter dólares americanos.

No entanto, a delegação angolana já fez saber ao banco Mundial que este é um assunto que deve ser tratado com toda a seriedade, até porque constitui um dos graves problemas de exclusão financeira a que o país tem sido sujeito, trazendo sérias fragilidades institucionais do sistema financeiro internacional.

Governador do BNA está optimista

Valter Filipe, Governador do Banco Nacional de Angola, diz estar optimista em relação à volta da aquisição das divisas americanas junto dos bancos estrangeiros.

Segundo ele, para que isso aconteça, basta que todas as medidas que têm sido tomadas no sistema financeiro angola estejam em cima da mesa e que sejam observadas.

O Governador ainda deixou claro o grande esforço que tem sido feito para combater o branqueamento de capitais nos bancos angolanos, assim como erradicar o financiamento ao terrorismo.

Ainda de acordo com Valter Filipe, do BNA, as visitas feitas aos países estrangeiros, em especial aos Estados Unidos da América, foram muito úteis para demonstrar aos bancos correspondentes a realidade do nosso país, e mostrar-lhes as grandes fragilidades que encontramos.

Ainda fez com que o nosso país ganhasse ainda mais confiança no estrangeiro, tendo em conta que os outros países tinham uma visão bastante distorcida da realidade do país, ainda de acordo com o governador do Banco Nacional de Angola.

No entanto, o encontro em Washington foi o ponto de reviravolta. Archer Mangueira fez um trabalho estupendo, demonstrando a real situação económica do nosso país, apresentando a evolução dos últimos tempos, assim como as perspectivas para o futuro do país.

Depois desta apresentação, o Banco Mundial prometeu um maior apoio, especialmente no que toca à produção agrícola. Este apoio fará libertar alguma pressão sobre a balança de pagamentos, tendo em conta que ainda importamos um grande volume de alimentos.

Já depois deste encontro em Washington, o ministro das Finanças teve outros encontros com o director-adjunto do Fundo Monetário Internacional (Tao Zhang), assim como uma reunião da constituência com o FMI, assim como com a Unidade de Gestão com o Banco Mundial.

Como nota final:

Integram na delegação angolana das reuniões de Primavera de Bretton Woods o ministro do Planeamento e Desenvolvimento do território (Job Graça), o vice-governador do BNA (Tiago Dias), e os altos quadros dos organismos estatais.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!