O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Banco da China sinaliza a expansão do sistema bancário angolano

O Banco da China já se encontra em funcionamento em Angola, e esta entrada sinaliza a expansão do sistema bancário Angolano, com a sua internacionalização, além de uma expansão da economia nacional, como afirmou Valter Filipe, o governador do Banco Nacional de Angola – BNA. Durante a inauguração da sucursal do Banco da China em Angola, Luanda, Valter Filipe afirmou que este acto era mais uma prova do imenso trabalho que o Banco Nacional de Angola tem feito, de forma a adequar todo o sistema financeiro nacional às normas internacionais, e às boas práticas exidas internacionalmente.

Abertura da sucursal do Banco da China em Luanda prova confiança de parceiros internacionais

O governador do BNA ainda afirmou que o facto de o Banco da China ter aberto a sua sucursal em Luanda prova que os parceiros internacionais têm confiança no país, e prova também que Angola está a trilhar o caminho certo para adequar o seu sistema financeiro aos moldes internacionais. Mais ainda afirmou que se estão a criar todas as condições para a credibilidade junto dos parceiros internacionais, de forma a que eles possam fazer negócios com o nosso país, mas também ajudar no seu desenvolvimento.

No entanto, e embora as notícias demonstrem que estamos no bom caminho, Valter Filipe reiterou que ainda existe um longo caminho a percorrer, mas que está confiante de que com as acções que foram consolidadas até à data, principalmente a entrada do banco chinês no país, têm sido muito importantes para o fortalecimento das relações internacionais, em especial com a China.

Para o governado do Banco Nacional de Angola, este é o primeiro passo para que as empresas chinesas e angolanas possam desenvolver bons comércios. Valter Filipe ainda afirmou que a presença do Banco da China em Angola é muito benéfica para o sistema bancário, tendo em conta que as trocas comerciais entre os dois países serão muito mais fáceis, mas também facilitando as trocas comerciais com outros países asiáticos.

Ricardo de Abreu, presidente do Conselho de Administração do BPC (Banco de Poupança e Crédito) afirmou que o papel do Banco da China em Angola é muito importante, até porque é o quarto maior banco do mundo.

O governante Zhang Ming referiu que Angola tem mostrado um bom sinal, tendo em conta o choque da desaceleração da economia mundial. Ele ainda afirmou que a China irá continuar a dar o seu contributo para o desenvolvimento de Angola, em várias áreas, mediante financiamento de vários projectos, de acordo com o quadro de cooperação estabelecido entre os dois países.

Vale lembrar que a China já investiu no nosso país aproximadamente 2 mil milhões de dólares. Mais ainda, as relações económicas entre Angola e China, no que diz respeito às exportações do nosso país para o país asiático, no ano passado, atingiu mais de 14 mil milhões de dólares.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!