O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

Angola emite 209.400 milhões kwanzas em Títulos do Tesouro

José Eduardo dos Santos , Presidente da República, aprovou seis emissões de títulos públicos no montante de 209,4 mil milhões de kwanzas (2.030 milhões), com valor individual máximo de US $ 4 mil milhões de kwanzas, em decretos presidenciais.

Cinco destes decretos são justificadas pela necessidade de “reforçar os rácios prudenciais”, aumento de capital e actividades de extensão dos três bancos – BCI, BDA e BPC – e dois fundos participados pelo estado.

Estes títulos do Tesouro estão previstos para prazos de reembolso variavel entre 20 e 24 anos, com uma taxa de juros de 5% ao ano.

MinFin Angola

A sexta emissão no valor de 147.000 milões de Kwanzas, servirá para corrigir “o atraso de execução” dos exercícios dos anos 2011, 2012, 2013 e 2014, estabelecendo prazos de maturidade de quatro a dez semestres.

No entanto, ainda de acordo com a ordem presidencial em 5 de janeiro deste ano, o governo angolano emprestará 250.000.000 de dólares à GemCorp Capital LLP (GemCorp), que é uma empresa especializada em mercados emergentes, com sede no Reino Unido. Este é um dos vários acordos de financiamento que foram assinados pelo governo angolano nos últimos meses, a fim de garantir as necessidades financeiras para 2015, face ao declínio das receitas do petróleo previstas no Orçamento Geral do Estado (OGE).

Depois destes empréstimos, a dívida do governo angolano ultrapassará em 2015 a cifra de 47,4 bilhões, o equivalente a 35,5% do PIB, enquanto em 2012, não chegou a 11%, de acordo com um relatório do Orçamento do Estado para o ano de 2015.

O Déficit na execução do Orçamento do Estado para 2015, de 7,6% do PIB, vai responder às necessidades de financiamento previstas a partir de 1.031 milhões Kwanzas.

Fonte: Economia e Negócios




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!