Search
24 de September de 2017
  • :
  • :

O Portal Bancos de Angola

É um espaço informativo de divulgação e educação voltado ao sector bancário angolano, suas ofertas, promoções, entrevistas, matérias, cotações, etc. Não devendo ser interpretado como substituto das entidades reguladoras do sector financeiro.

2015 foi ano marcado por decréscimo da riqueza nacional

A riqueza nacional Angolana caiu, no ano de 2015, 25,6 milhões de dólares, quando o Produto Interno Bruto obteve valores mais baixos dos últimos anos, recuando aos montantes obtidos em 2011. Esta queda da riqueza deveu-se, em grande parte, à crise petrolífera que o país enfrenta nos últimos anos. 

Estes dados estão presentes no relatório do Banco Nacional de Angola, de 2015, no que toca à estabilidade financeira do país, mas que só agora foi concluído, onde indica que o PIB de Angola, de toda a riqueza produzida, desceu para um valor de 104.388 milhões de dólares, o que significa uma queda de 20% em apenas um ano.

2014 foi o ano de ouro, ao contrário de 2015, com o maior decréscimo da riqueza nacional

Se em 2015 o decréscimo da riqueza nacional foi bastante acentuado, tendo sido mesmo um ano catastrófico para Angola, 2014 foi considerado o ano de ouro, altura em que o PIB do país atingiu o valor mais elevado, tendo chegado aos 130.031 milhões de dólares.

Durante 2014 os efeitos da crise na cotação do petróleo ainda não se havia sentido, e essa é uma explicação para o porquê dos valores do PIB terem sido tão elevados.

Quanto a 2015, e quando comparado a 2014, observou-se uma redução de 44.3% nas receitas de exportação de petróleo, muito por causa da queda do preço médio do petróleo bruto nos mercados externos, o que afectou de forma bastante negativa a solidez destes indicadores no sector externo.

Estas foram as conclusões a que o Banco Nacional de Angola chegou no relatório agora concluído sobre o ano de 2015.

O relatório ainda conclui que o PIB do país caiu, em um ano, mais de 25.6 mil milhões de dólares, e segundo as previsões do Governo para 2017, este ano não será ainda melhor para este indicador, que se mantém bem abaixo do que em anos anteriores.

De acordo com o Orçamento Geral do Estado para o ano de 2017, e se tudo se cumprir como o esperado, estima-se que a riqueza produzida no país deverá crescer para os 19.746 biliões de Kwanzas.

Uma mudança no paradigma económico do país é urgente, e já se trabalha nisto, tendo já sido estabelecidas relações com empresas espanholas, de forma a deixar o país mais independente quanto ao barril de crude.

Este afastamento do petróleo poderá trazer ao país uma maior estabilidade, que hoje em dia não se faz sentir, exactamente porque se sustentam em mais do que um produto, e por isso, não sendo tão afectados pelas descidas de preços do petróleo.




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Website Protected by Spam Master


error: Conteúdo Protegido !!